sábado, maio 23, 2009

quinta-feira, maio 14, 2009

"o importante é sonhar e ser sincero com o sonho quando se escreve, ou seja, somente contar fábulas nas quais se acredita. isto viria a ser a sinceridade literária e o único dever do escritor: ser fiel aos seus sonhos, não às meras e cambiantes circunstâncias"
Borges

deleito

na carne o deleito
a perniciosa face do que vê
no sangue ,a vontade da descoberta
nos poros a verdade de uma realidade talvez promiscua em sua totalidade
no tempo a desmistificação dessa existência que parece ser duas realidades do mesmo tempo,do mesmo espaço.
escrevo para esse tempo de duas vidas, uma realidade .
contemplo uma realidade para essas duas minhas vidas.
Onde nesse momento não há um compromisso com a verdade e realidade
e sim com uma realidade que talvez de real só exista a fantasia
ou talvez dessa fantasia só existe uma verdade que sou eu .

Sylvia Palumbo Scrocco

domingo, maio 10, 2009

Da História prefiro o onírico que é tão belo e tão rico

A introdução

Não quero interromper o fluxo das recordações e lembranças para indaga-las com causticidade da razão e da lógica ...da lâmina fria do intelecto.
Quero viver e sentir as doces recordações ...quero deixar fluir ,e entre a imaginação e um vasto clarão de idéias, deixar me levar nessa História que começarei narrar e espero que vocês possam aprecia-la.
explorando o lúdico entre a realidade vivida e a fantasia percebida ,por quem não esteve la ,mas que hoje pode sentir.

Non voglio interrompere il flusso di ricordi e souvenir, chiede loro di causticidade logica e della ragione ... il freddo della lama l'intelletto.
Io vivo e sentire il dolce ricordo ... Voglio che sia portata, e tra l'immaginazione e di un ampio raggio di idee, mi permetta di prendere questa storia e ci auguriamo di poter iniziare dicendo di apprezzarlo.
esplorare il gioco tra realtà e fantasia vissuto percepito, da parte di chi non è stato, ma può sentire oggi.


Cittadinanza



Para muitos um significado de status,o vazio de dizer tenho dupla cidadania , mas para mim esse pequeno documento significa muito mais .
Impregnada em minhas expressões faciais ,no saliência do meu nariz , na cor do meu cabelo , nas pintas de meu rosto , na pele branca que sofre no inverno , no jeito de falar e nos gestos acentuados das mãos.No meu jeito exagerado de viver ...esse passaporte significa muito mais .É viver novamente a minha chegada em 1895 e sentir o deslumbre de muitas gerações . É sentir o desespero da primeira guerra e de toda a economia .É sentir fome mais uma vez . É deixar os amigos que infelizmente nunca mais vi e massacrar minha cultura ao entrar no navio Amazone .É lembrar como caminhei e passei apuros e desespero.
Era meu País, era meu lugar ...era meu chão que perdia agora para sobreviver.Que saudade de minha Pátria querida,das minhas lembranças,meus vislumbres.
Ter um passaporte e cair aos prantos ao pisar na Itália que não é desconhecida pra mim , é resgatar novamente o sentido verdadeiro de toda minha existência .
é sentir a Calábria e andar onde nasci ,onde cresci novamente em uma cultura completamente diferente que conheci no Brasil.É resgatar minha cultura e perceber a brisa de Reggio Calábria que permeia a minha alma .É me deixar levar pela infância, e traze-la de volta. É olhar para tras e ver tudo exatamente no mesmo lugar .Um momento de pausar o tempo e perceber cada detalhe e viver esse detalhe ...minha própria vida , o verdadeiro .
É poder novamente recordar cada rosto que conheci ,as ruas que passei e vivi ...É viver mais uma vez e poder fazer um caminho diferente .
Ser Italiana é resgatar minha origem
quanto me desesperei em deixar para tras a minha casa ,abandonar por um destino incerto .Será que não devia ter resistido a fome e a guerra e acreditado na minha Pátria ?...esses são meus maiores conflitos de tudo que passei e espero contar minha história e verter lágrimas de emoção. Quero compartilhar com você essas emoções .
Venha comigo nessa dimensão subjetiva ...
Venha através de mim, em minhas memórias...na Itália
por Celeste Palumbo.

romancista
Sylvia Palumbo Scrocco

sexta-feira, maio 08, 2009

Dolce Vita

a vida é uma doce experiência
um grande nectar

a vida é maravilhosa ...um grande aprendizado
aproveite essa fantástica viagem.

sábado, maio 02, 2009

a vida ...

foto de Julia Roberts rsrs

...a substancia argila pode tomar a forma quer de um pedaço de barro, quer de um jarro de água .Essas são as suas formas externas ,e a mudança de uma a outra não afeta a substancia si mesma.
A argila permanece identica


Porém, o pedaço de barro e o jarro de água não tem somente uma existência especial ;estão também situados no tempo .O jarro ,portanto ,é a variação presente da argila.A variação passada foi o pedaço de barro e a futura será um punhado de pó .Mas o longo de todas as transformações que decorrem do tempo, a substancia permanece a mesma. O tempo e a sucessão de movimento isolados que alteram imperceptivelmente a condição do jarro de água ;é esse o conhecidíssimo processo de corrupção ou envelhecimento. O mesmo se aplica a consciência

Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa) da vida,
Mas a poesia (inexplicável) da vida.

Carlos Drummond de Andrade

Tomei a decisão de fingir que todas as coisas que até então haviam entrado na minha mente não eram mais verdadeiras do que as ilusões dos meus sonhos.

René Descartes

Ïnsanidade é fazer sempre as mesmas coisas , esperando resultados diferentes . Albert Einstein