terça-feira, março 29, 2011

Nós nos apegamos às pessoas, aos animais, aos objetos, mas muito pouco conosco mesmos. Nós não somos consequência de algo, ou de alguém. Somos causa e efeito de nós mesmos. É conosco que deve permanecer o maior
Apego.

segunda-feira, março 28, 2011

Love is just a lie created pair make you sad


Once I Loved

Love hurts, love scars, love wounds' and most

domingo, março 27, 2011

catarse

Tudo na vida exige um preço. Mudar nos obriga a fazer tudo de outra forma, outra maneira... a ser diferente. A trocar o modo de ver e encarar a vida.
e.
Lamentavelmente, ninguém poderá lhe ajudar neste momento.
A luta é só sua, consigo mesmo.

domingo, março 20, 2011

que fase difícil

preciso de forças para resistir a tudo isso...
:(

Enquanto não superarmos
a ânsia do amor sem limites,
não podemos crescer
emocionalmente.

Enquanto não atravessarmos
a dor de nossa própria solidão,
continuaremos
a nos buscar em outras metades.
Para viver a dois, antes, é
necessário ser um.

Fernando Pessoa

DESPEDIDA



Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente,
seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro,
com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva,
já que ainda estamos tão embrulhados na dor
que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços,
a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos.
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre,
sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir,
lembrança de uma época bonita que foi vivida…
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual
a gente se apega. Faz parte de nós.
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis,
mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo,
que de certa maneira entranhou-se na gente,
e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível.
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’
propriamente dita. É uma dor que nos confunde.
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos
deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por
ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos,
que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo.
É o arremate de uma história que terminou,
externamente, sem nossa concordância,
mas que precisa também sair de dentro da gente…
E só então a gente poderá amar, de novo.

Martha Medeiros

sábado, março 19, 2011

machucada e muito triste

"Ah, quem dera eu pudesse arrancar o coração do meu peito e atirá-lo na correnteza, e então não haveria mais dor, nem saudade, nem lembranças."

a verdade

''A traição é uma saída para quem não sabe se entregar por inteiro''
Fernanda Ilario







Amor não se conjuga no passado; ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente

O amor...

é o estado no qual os homens têm mais probabilidades de ver as coisas tal como elas não são.

Nietzsche

Sou romantica ...


O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o princípio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.

Fernando Pessoa

fechei as portas do meu coração


hoje..
hoje eu preciso
me deixe
hoje eu desejo
me deixe
hoje eu quero
me deixe
hoje eu imploro
me deixe
hoje eu mereço
me deixe
hoje eu necessito
me deixe
hoje eu sinto
me deixe
hoje eu posso
me deixe
hoje eu me permito
me deixe
só hoje ... deixe me só !

sexta-feira, março 18, 2011

Nunca ninguém viu ninguém que o amor pusesse tão triste.
Essa tristeza não viste, e eu sei que ela se vê bem...

Cecília Meireles


Houve um tempo em que minha janela se abria
sobre uma cidade que parecia ser feita de giz.
Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada,
e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde,
e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.
Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Ás vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros,
finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.
Cecília Meireles


Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.


Amor não se conjuga no passado; ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente




me deixe só

fechei as portas do meu coração
fechei todas as portas do meu mundo
não tenho mais vontades
mais desejos
me deixe só
não há mais tempo
para eu me salvar de tudo isso
não tenho mais forças

quero apenas fazer um bom trabalho
quero apenas ver a escola cheia de alunos
para me distrair
do meu mundo vazio

quinta-feira, março 17, 2011


"Dias inteiros de calmaria, noite de ardentia,dedos no leme e olhos no horizonte,descobri a alegria de transformar distancias em tempo.Um tempo em que aprendi a entender as coisas do mar ,a conversar com as grandes ondas e não discutir com o mau tempo. A transformar o medo em respeito , o respeito em confiança. Descobri como é bom chegar quando se tem paciência. E para chegar ;onde ,quer que seja, aprendi que não é preciso dominar a força, mas a razão. É preciso, antes de mais nada, querer " Cem dias entre céu e o mar -Amyr Klink

quarta-feira, março 16, 2011

Retrato

"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"

terça-feira, março 15, 2011

meu maior aprendizado

"Não somos o que gostaríamos de ser, não somos o que ainda iremos ser. Mas, graças a Deus, não somos mais quem éramos."

(Martin Luther King)

domingo, março 13, 2011

"Ideal seria que todas as pessoas soubessem amar, o tanto que sabem fingir"

Bob Marley

sábado, março 12, 2011

Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo. Clarice Lispector

sexta-feira, março 11, 2011

nos meus olhos a tristeza
daquilo que foi
mas que encontra ainda dentro de mim ..
.nas lembranças daquilo que pensei que construímos juntos
em cada cômodo
......seu olhar ,
seu sorriso ,
seu jeito inquieto
no meu coração apertado
a dor insuportável da separação
:(

quinta-feira, março 10, 2011

"Tentar e falhar é, pelo menos, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a inestimável perda do que poderia ter sido.


segunda-feira, março 07, 2011

momento da valorização

hoje quero apenas acordar para um novo dia
uma nova vida
uma nova Sylvia
que deixa seu passado
que se perdoa
para poder se libertar
e iniciar uma nova jornada diferente e única
sincera e verdadeira
uma jornada corajosa e desafiadora
gostar de mim
aceitar me
transformar os hábitos que não quero mais para mim.
me amar de verdade
voltar a amar o que construí com muito esforço
e ficou fragilizado na separação
que se perdeu comigo
e agradecer o universo por ter amado pela primeira vez
por ter me entregado de corpo e alma
por ter acolhido o outro
pelo aconchego que pude oferecer
não pude oferecer o material ,minha vida é simples
mas ofertei algo muito mais difícil
amei intensamente
e agora é hora de me libertar
fique com Deus meu amor ... Seja muito feliz
assim ao libertar me poderei sentir a felicidade de novo que parece tão distante de mim nesse momento
meu rosto triste e envelhecido pela mais dolorosa experiência
de abrir mão

entrego ao universo com amor e carinho





"O amor é a única coisa que ativa a inteligência e a criatividade, algo que nos purifica e nos liberta.

domingo, março 06, 2011

quinta-feira, março 03, 2011

é na rotina que lembramos os melhores momentos de nossas vidas



queremos as vezes nos livrar da rotina pela novidade, pela surpresa ,e não damos conta que é no dia a dia que aprendemos amar e encontramos aconchego

quarta-feira, março 02, 2011

"Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós".




terça-feira, março 01, 2011

buscando equilíbrio





amar é demasiadamente Humano

refletir


Não dá para a gente ser ontem o que se tornou ou pretende se tornar agora.

a garota que faz Yoga

Ela mora com uma laranjeira
A garota que faz Yoga
Ela colhe as frutas mortas do chão
Quando a visitamos

Ela dá
Eu aceito
Sem dar nada pra
mim

Como o sol da manhã
Como o sol
Como o sol da manhã
O belo belo sol da manhã

A garota que faz Yoga
Quando a visitamos
A garota que faz Yoga

E ele mora em uma pequena casa
Na encosta de uma pequena colina
Colhe o lixo do chão
O lixo que o irmão menor joga

Ela dá
Eu aceito
Sem dar nada pra mim

E as cachorras correm
E as cachorras
E as cachorras correm
O belo belo sol da manhã

Na encosta de uma pequena corlina
O lixo que o irmão menor joga
Na encosta de uma pequena colina

Oh e ela está sempre vestida de branco
Ela é como um anjo
Ela queima meus olhos
Oh e ela se
vira
Dá um sorriso
Nós a levamos pra passear de carro
E ela nos enlouquece
Oh e ela se move como uma garotinha
E eu me torno uma criança, cara
Ela deixa meu mundo de cabeça pra baixo
Até que ela se cansa e vai embora
Me deixando paralisado

Ela mora com uma laranjeira
A garota que faz Yoga
Ela tem um telhado para a manter protegida
Quando ele a visita

E ela dá
Ele aceita
Sem dar nada para ver

E o dia termina
O dia
O dia termina
E eu não tenho mais utilidade aqui

A garota que faz Yoga
Quando a visitam
os
A garota que faz Yoga

acordar ...


hoje é dia de deixar a tristeza de lado e recomeçar
aceitar ,desprender e amar
é hora de fechar os ciclos
e apenas deixar para trás meus erros
sempre temos o presente para acertar
mais uma chance do universo para me amar
esse é o momento do grande aprendizado
de saber que as coisas ficam para trás
e que você nunca mais é o mesmo
e as doces lembranças vou guardar em meu coração
de todo romance e magia
que me fez acordar mais um dia
com aquele jeito de criança
aquele sorriso
que deixei partir


as grandes mudanças são tomadas a partir de decisões e acontecimentos marcantes e penosos.