quarta-feira, novembro 23, 2011

entre dias sem cor



entre as cores sem cor
entre o preto e o branco
sem mais sentido
no mais sem graça
nadando para no chegar
correndo para não sair do lugar
pensando para não pensar
um ano em que tudo perdeu-se