quarta-feira, janeiro 11, 2012

Sou eu, e apenas eu! Sylvia


Eu, e apenas eu!
Com todos os meus defeitos, qualidades; com as minhas loucuras, manias insanas.
Sou eu com todas as minhas promessas, dívidas, dúvidas, falhas freqüentes e arrependimentos.
Sou apenas. Eu e minhas paixões, amores vividos ou não concretizados; eu e meus sonhos, desejos estranhos ou apenas caprichos.
Eu com o meu pensamento, minhas observações, meus ápices existenciais, minha mania de tudo ou mesmo minha indiferença.
Eu com a minha vontade de mudar o mundo ou com a minha descrença perante tudo;
Sou eu cética, determinada, individual ou comunicativa.
Sou eu azul, cor-de-rosa, verde, vermelha ou preto-e-branco.
Sou eu ao meu modo, à minha introversão, à minha introspecção
À leitura de mim mesma, à minha companhia ou sozinha mesmo, que é assim que se começa e termina.
Sou eu, apenas, com tudo o que me rege: títulos, conceitos, postulados, fórmulas e resultados.
Sou eu e meu esforço, eu e meu interesse, eu e minhas: matemáticas, físicas, filosofias, e até mesmo belas-artes.
Sou eu voluntariosa, carismática, caprichosa, curiosa, teimosa, egocêntrica, fria, perseverante, dissimulada, apaixonante, apaixonada.
Sou eu desconfiada, curiosa, persistente, polêmica, enigmática, indecifrável, incomparável, incompreensível, incorrigível, instável, indecisa.
Sou eu tímida, medrosa, inacessível, imprevisível, feliz, realizada, realista, sonhadora, contraditória, metódica, exagerada, intensa, inimaginável.
Sou eu, e apenas eu!
Sylvia

poema :Sylvia palumbo Scrocco