quarta-feira, fevereiro 08, 2012


O dever raras vezes é agradável; só quando o amor o impulsiona consegue evitar os atritos. Vivêkananda