terça-feira, junho 26, 2012

Não acredito em coisa alguma que venha do nada. Tudo o que eu conheço que veio do nada resultou em catástrofe

Do nada, eu só posso antecipar uma jornada frustrante de volta ao ponto inicial.
Do nada, eu não espero mais coisa alguma. E é aí que reside a grande ironia. Porque quando não se espera nada, absolutamente nada, alguma coisa sempre acontece.

Adorável psicose