quarta-feira, agosto 15, 2012


Ando mergulhada no aquário do silêncio. Não sobra nem falta; simplesmente o nada.
Estou nadando pra me encontrar, ou quem sabe, me perder de vez...

Para nosso bem ou não, mas a gente acaba vivendo uma história que já está traçada, já está escrita, já foi determinada. Aí, basta a gente entender e aceitar tudo isso pra não sofrer mais que o necessário.
E aprendi que, sofrer no dia seguinte é idiotice. Se sofre no dia da dor, o dia seguinte é outro dia e esse dia segue.