quarta-feira, agosto 08, 2012

o despertar



A linha não é
ténue quanto eu imaginava para compreender a realidade a partir da observação da diferença entre o que é perecível e efêmero daquilo que é seguro e estável.